Notícias

Sessão satélite “PrEP no mundo real: Primeiras lições para ampliar a PrEP às populações-chave”

Escrito por Leonardo Linconl e edições Marcos Benedetti

No dia 24 de julho, das 18h30 às 20h30, foi realizada durante a 22ª Conferência Internacional de Aids (Amsterdã), a sessão satélite “PrEP no mundo real: Primeiras lições para ampliar a PrEP às populações-chave”, presidida por Beatriz Grinsztejn, Instituto de Pesquisa Clínica Evandro Chagas – Fiocruz – Brasil e Johannes Van Dam, PATH – EUA.

 

As populações-chave são desproporcionalmente afetadas pelo HIV, e a incidência é constante ou crescente em vários países de baixa e média renda. Embora a profilaxia pré-exposição (PrEP) ofereça o potencial para diminuir significativamente novas infecções, sua absorção nos países de baixa e média renda limita-se a projetos de pesquisa e demonstração em pequena escala. À medida que os serviços de PrEP continuam a crescer e a demanda aumenta, é vital extrair lições dos sucessos e desafios dos atuais modelos de PrEP: administrados por comunidades, públicos e privados  e serviços para melhor atingir diferentes populações-chave. A sessão contou com aprendizados de quatro programas de PrEP dirigidos às populações-chave e um painel com usuários e implementadores da PrEP.

 

A sessão contou com várias apresentações, entre elas: Michelle Rodolph, OMS, Suíça, “PrEP e populações-chave: visão global, diretrizes normativas e recomendações”, Yogan Pillay, Departamento Nacional de Saúde, África do Sul, “Desafios do programa PrEP do trabalhador sexual do Sul da África: Lições aprendidas, em direção a outras populações-chave”, Bao Ngoc Vu, PATH, Vietnan e Ngoc Nguyen Anh, G-Link Social Enterprise, Vietnam “Escalando a PrEP por meio de liderança comunitária e parcerias público-privadas no Vietnã “ .