Populações-alvo da PrEP

No Brasil, atualmente, as principais populações que podem se beneficiar com o uso da PrEP, em razão de serem mais vulneráveis à infecção pelo HIV, são:

– gays e homens que fazem sexo com outros homens (HSH)

– travestis

– mulheres e homens transexuais

– trabalhadores(as) do sexo

– casais sorodiscordantes: quando um(a) parceiro(a) é HIV positivo e o(a) outro(a) não

– pessoas que fazem uso repetido de PEP (profilaxia pós-expopsição)

– quem apresenta episódios frequentes de ISTs.

O projeto ImPrEP foca suas ações para as populações-alvo gays, HSH, travestis, mulheres e homens transexuais.