Notícias

Workshop “Preparação e implementação de projetos de demonstração da PrEP”

Texto escrito por Leonardo Linconl e edições Marcos Benedetti

Workshop “Preparação e implementação de projetos de demonstração da PrEP: A experiência do ImPrEP no Brasil, México e Peru”

No dia 26 de julho passado, das 14h às 16h, foi realizado durante a 22ª Conferência Internacional de Aids (Amsterdã), o workshop “Preparação e implementação de projetos de demonstração da PrEP: A experiência do ImPrEP no Brasil, México e Peru”, que contou com a participação dos co-facilitadores: Valdiléa G. Veloso, Fundação Oswaldo Cruz, Instituto de Pesquisa Clínica Evandro Chagas, Brasil; Carlos F. Cáceres, Universidade Peruana Cayetano Heredia, Peru; Hamid Vega-Ramirez, Clínicas Especializadas Condesa & Condesa-Iztapalapa, México; Brenda Hoagland, Fundação Oswaldo Cruz, Instituto de Pesquisa Clínica Evandro Chagas, Brasil; Cristina Pimenta, Ministério da Saúde, Brasil; Steven Díaz, Clínicas Especializadas Condesa & Condesa-Iztapalapa, México e Marcos Benedetti (ImPrEP).

 

Países de renda média com epidemias concentradas ainda enfrentam múltiplos desafios para implementar a PrEP, incluindo baixa aceitabilidade entre provedores de saúde e gerentes de programas devido a preocupações relacionadas a custo-efetividade, sustentabilidade, necessidade de adesão e possível compensação de risco, enquanto usuários potenciais podem ter preocupações sobre estigma ou efeitos secundários.

 

O workshop teve a presença de 120 participantes de diversos países, que puderam ouvir os relatos sobre os desafios e dificuldades experimentados durante o processo de implementação da PrEP nos três países. Também puderam entender – levando em consideração a forma de governabilidade de cada país – o contexto dessa implementação em relação as políticas públicas, a prevenção combinada, além de outros 5 eixos discutidos sobre os quais a equipe técnica do ImPrEP sanou as dúvidas que foram apresentadas: 1) A envolvimento de parcerias e construção de redes para viabilizar a implementação da PrEP; 2) Aspectos legais de regulamentação de medicamentos nos países para prevenção do HIV; 3) Preparação dos serviços de saúde para a oferta de PrEP; 4) Procedimento clínicos e laboratoriais para implementação da PrEP; 5) Envolvimento e participação dos grupos comunitários para gerar demanda aos serviços públicos de saúde à PrEP.

Fotos: Equipe ImPrEP