2020 Notícias

Novos dados do HPTN 084: PrEP injetável funciona em mulheres cis

No dia 9 de novembro passado, foi noticiado que o ensaio clínico HPTN 084, de cabotegravir de ação prolongada (CAB-LA) injetável, encontrou um alto nível de eficácia para prevenção do HIV em mulheres cisgênero, em uma revisão de dados provisória.

As participantes que receberam a injeção tiveram taxas mais baixas de novos diagnósticos de HIV em comparação com as que receberam a PrEP oral diária. É importante ressaltar que as mulheres no braço da PrEP oral diária jáapresentavam taxas baixas de infecção pelo HIV, com a análise dos níveis de droga no sangue mostrando que a maioria delas estava tomando regularmente a dose prescrita.

A conclusão é que o CAB-LA injetável e a PrEP oral diária são estratégias seguras e eficazes para reduzir o risco de infecção pelo HIV em mulheres cisgênero. No início deste ano, o HPTN 083, u mestudo complementar de CAB-LA entre homens cisgênero e mulheres transgênero que fazem sexo com homens, relataram resultados semelhantes.

A demanda a partir de agora é que formuladores de políticas públicas de saúde, financiadores e implementadores de programas se preparem, cada vez mais, para elaborar programas de prevenção ao HIV e sistemas de saúde que ofereçam a maior gama possível de alternativas de PrEP, incluindo, num futuro próximo, o anel vaginal de Dapivirina e o CAB-LA, tornando-as escolhas viáveis para todas as pessoas com risco de infecção pelo HIV.

Sobre o HPTN 084

No geral, o HPTN 084 inscreveu 3.223 mulheres cisgênero em centros de pesquisa em Botswana, Eswatini, Quênia, Malaui, África do Sul, Uganda e Zimbábue. A idade média das participantes era de 26 anos e 57% tinham entre 18-25 anos. Oitenta e dois por cento das mulheres inscritas não viviam com um parceiro e 34% relataram ter um parceiro principal que vivia com HIV ou que tinha um estado de HIV desconhecido. 

Um total de 38 infecções por HIV ocorreram durante o acompanhamento, com quatro infecções no braço CAB-LA (taxa de incidência 0,21%) e 34 infecções no braço FTC/TDF (taxa de incidência 1,79%). Aproximadamente nove vezes mais infecções incidentes de HIV ocorreram no braço FTC/TDF do que no braço CAB-LA. Esses resultados atendem aos critérios estatísticos de superioridade de CAB-LA em comparação com FTC/TDF na população do estudo HPTN 084. O nível de adesão ao FTC / TDF mais alto do que o esperado durante todo o estudo e a baixa taxa de incidência geral em ambos os braços do estudo demonstram claramente que ambos os medicamentos foram altamente eficazes na prevenção da aquisição do HIV.

Fontes: sites da AVAC e da HPTN, de 9 de novembro.

(https://www.avac.org/blog/injectable-prep-works-cisgender-women)

(https://www.hptn.org/news-and-events/press-releases/hptn-084-study-demonstrates-superiority-of-cab-la-to-oral-ftctdf-for)