Para quem usa PrEP

A PrEP precisa ser tomada todos os dias?

Para que a PrEP proteja do HIV, é preciso tomar um comprimido todos os dias.

É preciso tomar a PrEP sempre no mesmo horário?

O mais indicado é criar uma rotina. Pode ser antes ou depois de uma das refeições, após escovar os dentes, ao acordar ou ao deitar etc. Outra dica legal é definir um horário e colocar o celular para despertar diariamente ou deixar o frasco do medicamento à vista.

O app Viva Bem, desenvolvido pelo Ministério da Saúde, é uma boa dica, você conhece? O importante é não esquecer.

O que fazer se esquecer de tomar?

– Caso esqueça uma dose, sem problemas, mas tome assim que lembrar. O comprimido da PrEP não precisa ser ingerido sempre no mesmo horário para funcionar, mas deve ser tomado todos os dias. Essa dica vale também para quando o esquecimento for por conta do uso de drogas ou bebida alcoólica, ok? 

Vale lembrar: é importante tomar o comprimido mesmo quando for consumir álcool e drogas.

E se eu deixar de tomar por mais de um dia?

Caso tenha perdido 5 doses seguidas da PrEP, você não estará protegido(a) do HIV e precisará fazer uso de outras formas de prevenção, como por exemplo a camisinha, até que recomece a medicação.

A PrEP precisa ser tomada com alimento?

Não necessariamente. Mas estabelecer um horário perto das refeições para tomar o medicamento facilita a adesão à profilaxia.

Onde se deve guardar a PrEP?

O frasco do medicamento deve ser guardado em temperatura ambiente e em local seco. Não é indicado deixar em geladeiras ou dentro do carro.

A PrEP pode ser compartilhada com outras pessoas?

Não. Nem todo mundo está apto a tomá-la.

Em quanto tempo a PrEP faz efeito?

São necessários 7 dias de uso contínuo para a pessoa estar protegida do HIV no sexo anal e 20 dias para o sexo vaginal.

A PrEP protege contra outras infecções sexualmente transmissíveis (ISTs)?

A PrEP só protege contra o HIV e não contra outras infecções sexualmente transmissíveis (ISTs), como gonorreia, sífilis, clamídia etc. Para se proteger de outras ISTs, é preciso sempre usar camisinha, testar-se regularmente e tratar qualquer IST identificada – isso é o que chamamos de prevenção combinada.

Se surgir algum corrimento, dor, verruga ou ferida nos órgãos genitais, ânus ou boca, é preciso procurar um serviço de saúde ou contate a equipe do ImPrEP.

A PrEP pode ser tomada com outros medicamentos?

 Se a pessoa faz uso de outros medicamentos, é importante informar ao  médico.

Quem toma PrEP pode se vacinar?

Quem toma PrEP também pode e deve se vacinar, inclusive recomenda-se que todos se vacinem contra a hepatite B.

Há efeitos colaterais?

Algumas pessoas podem sentir enjoos, ter gases e diarreias brandas. Mas não devem ser motivo de preocupação. Em geral, esses sintomas são leves e desaparecem com o tempo. Algumas pessoas sentem-se melhor tomando o comprimido durante uma das refeições ou antes de dormir.

Mas caso a pessoa apresente algum sintoma, deve procurar o serviço de saúde onde faz o acompanhamento.

É preciso voltar ao serviço de saúde?.

– Após iniciar a PrEP, é preciso retornar ao serviço de saúde em 30 dias para ver se está tudo bem e receber mais medicação para os meses seguintes. Além disso, a cada três meses é preciso voltar à unidade de saúde para acompanhamento, testagem para HIV e outras ISTs, e retirada de mais medicação.

O que é acompanhamento clínico?

– Durante o uso da PrEP, a pessoa sempre pode contar com o profissional de saúde que faz o seu  acompanhamento. Ele ou ela vai checar o seu estado de saúde geral, ajudar a encontrar a melhor forma de tomar a medicação e sugerir métodos complementares de prevenção.

E no caso de querer interromper a PrEP?

Se decidir interromper o uso da medicação, o usuário da PrEP deve falar antes com o profissional de saúde que o(a) acompanha, para que ele possa orientar sobre outras formas para a pessoa continuar se protegendo do HIV.

E para reiniciar a PrEP?

Se a pessoa deixou de tomar a medicação por mais de 7 dias seguidos, para recomeçar de forma segura deve conversar antes com o profissional de saúde que faz o seu acompanhamento. Ele vai dar as orientações necessárias para reiniciar a medicação, que vai incluir testagem para HIV.